A En torno é um ateliê focado em peças utilitárias de cerâmica. Com uma paixão singular por culinária, desenvolver peças para restaurantes e cafés tem sido sua principal atividade desde seu início em 2014.
A principal ferramenta para modelagem e acabamento é o torno de oleiro mas não é a única. Também usa bases de madeira e de gesso (e do que mais a criatividade permitir) para dar forma a peças de formatos que vão além do circular que o torno permite.
Os vidrados são feitos no próprio ateliê com fórmulas desenvolvidas através de estudos, testes e apenas usando materiais atóxicos, permitindo assim que todas as peças que saem do ateliê possam ser utilizadas seguramente na sua cozinha. A propósito, o vidrado é o que dá cor e textura às peças além de impermeabilizar o corpo cerâmico.
Conhecer a origem e o modo de produção das peças que utilizamos no dia a dia nos permite uma maior consciência nas nossas ações. Embora talvez isso não seja possível em todos os aspectos da nossa vida, saber como é feito o prato onde comemos nos faz dar mais valor à própria comida e ao ato de comer. O mesmo vale para o copo em quem bebemos, o vaso em que plantamos, as tigelas em que servimos e os potes onde guardamos.
Através da beleza e da imperfeição, a En torno busca a consciência.

quem faz

Oi! Meu nome é Julie, sou formada em Design de Móveis pela Universidade Federal Tecnológica do Paraná. Em 2013 me apaixonei pela cerâmica e depois de anos trabalhando como fotógrafa e designer resolvi me dedicar à minha paixão. No final de 2014 abri o ateliê En torno Cerâmica.

O gosto pela culinária e pelo café me levou aos utilitários de cozinha. Entre pratos, cumbucas e copos, hoje produzo peças para restaurantes, bares e cafés.

Trabalho com linhas simples e com uma palheta de cores que combina toda entre si. Tenho tendência de formas orientais e aceito o conceito wabi sabi - a beleza de que o que é belo é imperfeito, impermanente e incompleto.

A maior parte dos meus estudos de cerâmica se deu aqui em Curitiba e em São Paulo. Passei por diversos ateliês e tive o prazer de conhecer muitos ceramistas que hoje admiro muito. Em 2016 trabalhei alguns meses no Turning Earth Ceramic Studio em Londres onde pude trocar ideias e aprender muito com ceramistas bastante experientes.

E por falar em conhecer pessoas e trocar ideias, através da En torno conheci pessoas incríveis. E pessoas são o principal foco da minha cerâmica. Através dela eu tenho possibilidade de transformar e de ser transformada. Eu moldo o barro para que ele desmolde o mundo.

o ateliê

Esta é a nossa casa,  onde gostamos de receber nossos amigos e clientes. No momento estamos fechados para reforma, mas esperamos em breve poder recebê-los!

processo de criação e produção

Todas as nossas peças passam por estudos antes de entrarem em linha. Além disso, elas tem sido desenvolvidas desde antes da abertura do nosso ateliê em 2014.

Sobre o processo de produção, é um processo longo, que começa com a modelagem das peças.  Cada peça é modelada individualmente. Passado alguns dias, elas estão em ponto de couro e voltam ao torno e recebem acabamento. Agora elas secam lentamente até perderem toda umidade. Nesse ponto, elas estão bem secas em ponto de osso. Passarão então pela primeira queima. Lenta, que dura em média 8 horas seguida de resfriamento do forno que leva outras 20 horas.

Saindo do forno, dizemos que elas estão biscoitadas, prontas para serem limpas e pintadas para a próxima queima.

A segunda queima é mais longa (em média 11 horas). Aqui o forno chegará a 1240 graus, e a pintura que demos vai virar um vidro, impermeabilizando e dando maior resistencia às peças. E o forno passará novamente pelo resfriamento de mais 20 horas.

Todo esse processo leva mais ou menos 30 dias.

Se você nos acompanha nas redes sociais poderá ver esse processo todo na medida que vamos colocando fotos e vídeos para mostrar o dia a dia do ateliê.

vidrados

Nessa foto tem toda nossa palheta de cores. Os vidrados são feitos aqui mesmo no ateliê, através de muitos testes e estudos. Por isso não é possível adicionar cores ou mudar tonalidades, apesar delas mesmas terem pequenas mudanças de uma queima para outra.

Em ordem vemos:  azul claro, amarelo, branco, verde, azul, rosa e verde escuro.

Todas as cores combinam entre si, nos preocupamos com isso também ao desenvolver nossos vidrados, para que você possa montar uma mesa colorida sem medo de errar.